O trabalho do CEO é bastante complexo, e escopo é bastante amplo.

Um executivo de uma organização global por exemplo tem que lidar com diversas unidades de negócio, diversos níveis organizacionais, e uma série de stakeholders como acionistas, clientes, colaboradores, o conselho, a imprensa, o governo, a comunidade, e, as vezes, ainda outros. E além disso ainda é a face interna e externa que representa a organização.

De acordo com um artigo publicado em Julho de 2018 na Harvard Business Review, uma pesquisa que leva em conta como os CEOs utilizam seu tempo chegou a conclusão que eles estão quase sempre ligados no trabalho, e tem uma enorme dificuldade de separar o tempo pessoal do profissional, trabalham cerca de 10 horas por dia, e mesmo nos dias de férias acabam trabalhando mais de 2 horas por dia.

Na média eles trabalham cerca de 62 horas por semana, eles dormem um pouco menos de 7 horas por noite, e fazem cerca de 45 minutos de exercícios físicos por dia.

Outro dado interessante é que apenas 47% do trabalho do CEO é feito enquanto ele está na companhia, no restante ele está em visitas a clientes, visitando filiais, no transito, viajando ou em reuniões externas.

Também é um trabalho que envolve bastante comunicação com outras pessoas, 61% das interações são face-a-face e 15% em calls. Uma boa parte dessa comunicação é com seus diretos (outros executivos ou líderes da companhia) que respondem diretamente para ele na hierarquia.

Cerca de 25% do seu tempo é investido em questões em âmbito estratégico (longo prazo) e assegurando com as outras lideranças a boa execução da estratégia, outros 16% alinhando a estrutura organizacional, comunicando e fortalecendo a cultura, o restante do tempo é investido desenhando, monitorando e melhorando processos, desenvolvendo pessoas e relacionamentos, desenvolvimento pessoal, e gestão de crises.

Uma das lições mais importantes que o CEO pode aprender é que não pode permitir que a gestão do tempo se torne um processo reativo, é preciso ser dono do seu tempo, e planejar para que seja bem utilizado e que esteja de fato alinhado os interesses e estratégia da companhia.

Conteúdo Relacionado

Share This