Um grande desafio que enfrentamos em quase todos os projetos é priorizar demandas, entregas e atividades. Priorizar o Backlog não é uma tarefa fácil. A complexidade de priorização é grande, e vai se tornando cada vez maior a medida que o backlog aumenta.

Podemos calcular a complexidade de se Priorizar o Backlog com um cálculo fatorial.

Por exemplo, se você tiver 2 itens no seu backlog A e B, você pode terá uma complexidade de 2!.

2! = 2 * 1 = 2.

Ou seja você pode priorizar apenas de duas formas, primeiro A depois B, ou primeiro B depois A.

Agora, se tiver 3 itens no backlog será 3!.

3! = 3*2*1 = 6.

Isso quer dizer que você poderá ter 6 formas diferentes de Priorizar o Backlog:

  1. A B C
  2. A C B
  3. B A C
  4. B C A
  5. C A B
  6. C B A

Agora, veja o que acontece com a complexidade a medida que seu backlog vai aumentando:

2 factorial = 2
3 factorial = 6
4 factorial = 24
5 factorial = 120
6 factorial = 720
7 factorial = 5040
8 factorial = 40320
9 factorial = 362880
10 factorial = 3628800
11 factorial = 39916800
12 factorial = 479001600
13 factorial = 6227020800
14 factorial = 87178291200
15 factorial = 1307674368000
16 factorial = 20922789888000
17 factorial = 355687428096000
18 factorial = 6402373705728000
19 factorial = 121645100408832000
20 factorial = 2432902008176640000

Wow! Isso é fascinante, não é? Você fazia ideia?

Agora imagine um backlog com 100 ou mais  itens… Impossível de priorizar de forma eficiente, não é?

Priorizar o Backlog com a Técnica MoSCoW

Para te ajudar com essa tarefa de Priorizar o Backlog, algumas técnicas foram desenvolvidas. Como é o caso da técnica MoSCoW do método ágil DSDM.

A técnica é muito simples: para cada item do seu backlog, você deverá atribuir um das quatro letras M,S,C ou W e cada uma delas tem um significado diferente.

M de MUST que significa em inglês TEM. Um item Must é um item que TEM que ser feito. É Essencial, é Mandatório, sem ele o projeto perde o sentido, perde a razão de existir. Esse item não pode ser negociado e deve ser feito de qualquer jeito caso contrário o projeto vai falhar.

S de SHOULD, que em inglês significa DEVE. É algo Importante, porém não essencial. O projeto pode ser bem sucedido sem esse item, porém não terá o mesmo sucesso nem terá a mesma qualidade.

C de COULD, do inglês PODERIA. É algo Desejável. São detalhes que fazem a diferença, tornam o resultado do projeto melhor, mais interessante, gera diferencial. Mas o projeto pode ser muito bem sucedido mesmo sem esses itens.

W de WONT, do inglês NÃO. Esses são os itens que não agregam muito valor ao projeto, e podem ser deixados para trás. São aqueles que não são estratégicos, não geram diferencial, e que pouca falta farão se ficarem de fora. Esses itens não deverão ser implementados.

Veja também um vídeo em que apresento em menos de 5 minutos o método MoSCoW:

É isso aí!

Espero que você tenha gostado da técnica e que ela te ajuda a Priorizar o Backlog dos seus projetos.

Conteúdo Relacionado

Share This