Livro Decisive

Livro Decisive

40% dos casamentos acabam em divórcio.

44% dos advogados não recomendariam suas carreiras para pessoas mais novas.

83% das fusões corporativas falham em criar valor para seus acionistas.

Sim, nós seres humanos somos, em geral, péssimos tomadores de decisão.

Or Irmãos Chip Heath e Dan Heath, os mesmos autores dos livros Made to Sticky e Switch, escreveram o livro Decisive, justamente para nos ajudar a aprender como tomar melhores decisões.

Eles identificaram quatro problemas (chamados no livro de vilões) que nos impedem de tomar boas decisões. Vamos estudar brevemente cada um deles, e como podemos enfrentá-los.

Os 4 Violões da Tomada de Decisão

  1. Enquadramento (Narrow Framing): Esse primeiro vilão, faz com que você deixe de ver as diversas opções existentes, é a tendência que nós temos de ver as coisas de forma binária: sim ou não, esse ou aquele, um ou outro. Na maioria das vezes temos um leque enorme de opções que estão lá, mas nós estamos ignorando.
  2. Viés de Confirmação (Confirmation Bias): Você coleta e seleciona apenas informações que apoiam suas crenças e ações atuais e ignora ou rejeita todo o resto.
  3. Emoções de Curto Prazo (Short Term Emotion): Você dá muito foco em suas circunstancias atuais e não consegue pensar nos benefícios de médio e longo prazo.
  4. Confiança Exagerada (Over Confidence): Você imagina coisas e faz previsões sobre o futuro, e acaba tomando decisões e concluindo coisas em cima dessas previsões como se ela fossem certas.

Mas como tomar melhores decisões?

Veja um curto vídeo que fiz sobre o assunto:
https://www.youtube.com/watch?v=Ib-_VKrTv20
E também uma palestra que fiz na Bluesoft, falando um pouco sobre o assunto, confira:
https://www.youtube.com/watch?v=-mVzkvujbF8
O vídeo abaixo sumariza, de uma forma bastante ilustrativa, os 4 vilões, veja:

Como lidar com esses Vilões?

Bem, segundo os autores, devemos aplicar o processo WRAP que consiste em quatro partes:

1. Amplie suas Opções: Procure ver o todo, abstrair o problema para alto nível e buscar o máximo de opções possíveis que possam resolver o seu problema. Cuidado com decisões binárias do tipo ou isso ou aquilo, geralmente, há muito mais em jogo do que o que você está considerando.

2. Testes suas hipóteses: Antes de tomar a decisão, faça um pequeno experimento de menor custo. Em desenvolvimento de software, por exemplo, usa-se muito a técnica de protipagem como uma maneira de aplicar essa ideia. Os autores chamam essa técnica de experimentação de ooching, se está pensando em comprar um certo carro, porque não alugar um primeiro, se está pensando vender sua casa para comprar um apartamento, porque não passar alguns dias em um apartamento antes?

3. Distancie-se do problema antes de decidir: Use a técnica “Dez Dez Dez” que consiste em você imaginar como vai se sentir em relação a decisão daqui a dez minutos, dez meses e dez anos.

4. Prepare-se para estar Errado: O mundo é imprevisível e complexo, não importa o quão estável você pensa que as coisas estão, elas vão mudar, cedo ou tarde. Um exemplo bacana que eles citam no livro, é o caso da Zappos, que mesmo tendo um processo de contratação bastante rigoroso, ao final do treinamento de algumas semanas, oferece $1000 para o canditado deixa a empresa (se ele aceitar, indica que não estava de fato interessado em trabalhar, lá, e que todo o processo de seleção falhou).

Mas por que Wrap?

  • W – Widen your Options (Amplie suas Opções).
  • R – Reality-test your assumptions (Testes suss hipóteses).
  • A – Attain distance before deciding (Distancie-se do problema antes de decidir).
  • P – Prepare to be wrong (Prepare-se para estar Errado).
 Quer aprender a tomar melhores decisões, leia o livro Decisive!

Outra Reviews

Conteúdo Relacionado

Share This